physioclem symbol

24 Mai 2010

Alterações Posturais na Infância

mask white
Alterações Posturais na Infância

São cada vez mais crianças e adolescentes que apresentam queixas de dores nas costas, consequência das más posturas que adoptam no dia a dia.

A forma incorreta como se sentam na cadeira da escola ou ao computador, a inadequação do mobiliário escolar associada ao excessivo número de horas que passam sentados, ao peso exagerado das mochilas e à obesidade e falta de exercício físico dão origem a patologias da coluna que se agravam ao longo dos anos até à idade adulta.

Existem também factores genéticos, como a dismetria entre os membros inferiores, que aumentam a probabilidade de sofrer de dores nas costas.

A dor que resulta dos problemas posturais interfere nas atividades da vida diária das crianças e, muitas vezes, determina uma mudança no seu estilo de vida. Estudos mais recentes indicam que a proporção de população escolar que experimentou pelo menos um episódio de dor lombar durante a sua vida varia entre os 26 e os 61%, e parece ser mais comum no sexo feminino.

Uma pesquisa da agência britânica "Backcare" revela que 80?s crianças carregam demasiado peso e que uma elevada percentagem transporta as mochilas de forma incorreta.

Medidas corretivas como, transportar a mochila nos dois ombros com alças acolchoadas junto ao corpo, de preferência com tira de suporte na cintura, ou usar mochila com rodas com uma altura confortável associadas ao transporte de menos de 10% do peso corporal e ao uso de calçado adequado, são estratégias que podem ajudar a prevenir as más posturas evitando assim a dor. A obesidade também pode ser um grande inimigo, a cada dois quilos a mais do que o ideal, o risco de problemas posturais aumenta em 5%. A Organização Mundial de Saúde chega mesmo a classificar a obesidade infantil como o maior problema de saúde pública do sec. XXI.

Por isso, hábitos alimentares adequados e a prática de exercício físico regular são fundamentais para controlar o peso corporal e fortalecer a musculatura da coluna vertebral. Assim, nada melhor do que a prevenção e uma avaliação cuidada para um diagnóstico precoce.

loading