Logo Physioclem

Postura

Informações relacionadas com Postura

ver todos

“Cientificamente falando” sobre postura com crianças!

Uma criança apenas deveria carregar às costas o equivalente a 10% do seu peso corporal.…

Quanto pesa a sua cabeça para os seus ombros?

A correcção da postura proporciona a sensação de maior leveza e menos dor.Sabia que quanto…

Tente compreender mais sobre o seu corpo e a origem da dor...como funcionamos? Podemos prevenir?

Muitas vezes questionamo-nos acerca da origem das dores que sentimos! Em alguns casos conseguimos…

x

Consulta de Postura

É frequente ouvirmos falar da postura, quer seja pelas más posturas na execução de determinadas tarefas, quer pela postura corporal que mantemos no dia-a-dia. Afinal o que é uma boa postura? Qual a forma mais correta de estar? Que problemas traz ao corpo a adoção de uma postura menos correta? Quais as alterações de postura mais frequentes? Como e quando intervir? Terei uma boa postura?

 

Quais as alterações de postura mais frequentes?

Na idade escolar, a manutenção prolongada da posição sentada, o transporte incorreto do pesado material escolar e a inadequação das dimensões do mobiliário e do ambiente, predispõem a alterações posturais, especialmente da coluna que está flexível e susceptível a deformações. As alterações mais frequentes são a acentuação das curvas fisiológicas, como a hipercifose, a escoliose e a hiperlordose.

Os adultos, muitas vezes, sofrem as consequências das alterações posturais desenvolvidas na infância, adolescência e no dia-a-dia. A adoção de uma postura inadequada pode desencadear processos de compensação, lesões, deformidades, dor e diversos distúrbios viscerais, nervosos, musculares, articulares, ósseos ou circulatórios limitativos.

Fruto do stress do dia-a-dia, das tensões musculares e fasciais, das más posturas adotadas e mesmo de fatores hereditários, é normal que o corpo adote, ao longo do tempo, posições erradas, longe da posição anatómica ideal que permite uma durabilidade maior das estruturas do corpo. A isto acresce ainda os microtraumatismos normais no decorrer de muitas atividades feitas no trabalho, desporto, tarefas de casa, os excessos de carga ocasionais e mesmo os erros alimentares e de hidratação, que trazem perturbações nas estruturas musculo-esqueléticas (micro-lesões) com a instalação de pequenos processos inflamatórios. Estes obrigam o corpo a adotar movimentos/posturas de defesa para evitar a dor, dado que é um dos pilares essenciais da nossa "programação": o evitar a dor. Adotar movimentos e/ou posturas ligeiramente alterados vai também contribuir para a alteração do alinhamento das partes do corpo e assim de todo o conjunto.
Com o passar do tempo, a modificação das forças exercidas na articulação pode levar a sobrecarga numas regiões e o inverso noutras, assim como a limitação do movimento nuns segmentos (hipomobilidades) e noutros segmentos hipermobilidades compensatórias. Estas perturbações levam a uma danificação progressiva das estruturas do corpo em regiões muito específicas, nas quais se instalará a patologia musculoesquelética.
Na Consulta de Postura, quando fazemos uma avaliação pormenorizada da postura e movimento do corpo, é-nos possível ter uma ideia muito concreta sobre onde há maior probabilidade de surgir patologia.

Se quebrarmos o ciclo descrito ao evitar as alterações do alinhamento, através da restauração da mobilidade normal, libertação das tensões musculares e fasciais e de aderências causadas pelos micro-traumatismos e promovendo uma postura mais correta (treino de consciencialização de postura correta), podemos evitar a instalação da patologia musculoesquelética assim como tratar muitos dos problemas já instalados. Este trabalho preventivo e/ou curativo é de extrema importância para o bem-estar corporal.

Como e quando intervir?

A idade ideal para fazer a triagem de problemas posturais é imediatamente antes da puberdade: entre os 9 e os 11 anos, nas meninas; um pouco mais tarde nos rapazes, porque corresponde a um período de crescimento e desenvolvimento rápido que pode acentuar os distúrbios posturais.

Muitas pessoas têm grandes alterações posturais e são assintomáticas, enquanto outras têm pequenas alterações com sintomas relevantes, um diagnóstico e intervenção precoces com ou sem sintomatologia podem parar ou reverter um processo que poderá vir a trazer complicações. Um programa de reeducação postural, baseado em alongamentos musculares, pode ter resultados eficazes e duradouros.

 

A CONSULTA DE POSTURA

Consiste numa análise pormenorizada da posição corporal no seu todo, assim como da posição e mobilidade de cada um dos segmentos corporais. Esta análise permitirá perceber a origem de muitos problemas tais como: dores de cabeça e/ou enxaquecas, problemas da coluna (hérnias discais, hiperlordose, retficação, escoliose, cervicalgias, cervicobraquialgias, torcicolos, dorsalgias, lombalgias, dor ciática), dos membros superiores e inferiores (alterações do alinhamento, tendinopatias). Permite ainda a recolha de dados para uma posterior atuação preventiva sobre regiões descompensadas e que têm maior probabilidade de desenvolver patologia musculoesquelética.
Há numerosos estudos que relacionam as posições incorretas do corpo com determinadas patologias do sistema musculoesquelético, pelo que é uma avaliação que poderá trazer informação extremamente importante para a saúde e bem-estar físico.
Igualmente importante é a estética corporal. Uma boa postura é também uma postura mais bonita, elegante, com menor volume abdominal. Desta forma, é importante perceber se alguns dos constrangimentos estéticos tem por base uma má postura. Assim, permitirá direcionar melhor o trabalho que a pessoa faz.

Se tem duvidas, contate-nos!